Licenciatura em Química

 

1. Apresentação

O Projeto do Curso Superior de Licenciatura em Química, ora apresentado, resulta do esforço e compromisso de uma equipe de especialistas em educação, professores dos Campi do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia (IFBA). Os referidos profissionais empreenderam um longo processo de discussão e amadurecimento de idéias acerca da formação docente a ser realizada pelas licenciaturas do IFBA. A intenção é responder aos desafios que são colocados pela sociedade contemporânea, em relação à escolarização dos indivíduos, nos níveis fundamental, médio e profissional na área de Química.

2. Objetivo

Formar Licenciados em Química para atuar na educação básica, em todas as suas modalidades atendendo às necessidades e realidades peculiares a sua região de abrangência, bem como ao contexto do ensino no país.

A implantação do curso de licenciatura é motivada pela necessidade da consolidação de um curso com identidade própria, visando especificamente à formação de professores; pela carência de professores de Química para o Ensino Médio na região; pela falta de um espaço institucional para formação de professores no curso de Química; e pela necessidade de consolidação da área de pesquisa em Ensino de Química, com espaço acadêmico equivalente às demais quatro áreas tradicionais da Química.

3. Perfil do candidato

O candidato ao curso de Licenciatura em Química deverá ter (ou poderá desenvolver ao longo do curso) afinidade com as ciências exatas (Química, Física e Matemática), além de:

- Ter uma visão crítica com relação ao papel social da Ciência e à sua natureza epistemológica, compreendendo o processo histórico-social de sua construção.

- Saber trabalhar em equipe e ter uma boa compreensão das diversas etapas que compõem uma pesquisa educacional.

- Ter interesse no auto-aperfeiçoamento contínuo, curiosidade e capacidade para estudos extra-curriculares individuais ou em grupo, espírito investigativo, criatividade e iniciativa na busca de soluções para questões individuais e coletivas relacionadas com o ensino de Química, bem como para acompanhar as rápidas mudanças tecnológicas oferecidas pela interdisciplinaridade, como forma de garantir a qualidade do ensino de Química.

4. Área de atuação do profissional

- Atuar no magistério, ao nível da Educação Básica, em todos os níveis e modalidades, de acordo com a legislação específica, utilizando metodologia de ensino variada, contribuir para o desenvolvimento intelectual dos estudantes e para despertar o interesse científico em adolescentes; organizar e usar laboratórios de Química;

- Escrever e analisar criticamente livros didáticos e paradidáticos e indicar bibliografia para o ensino de Química; analisar e elaborar programas para esses níveis de ensino.

- Desempenhar outras atividades na sociedade, para cujo sucesso uma sólida formação universitária seja importante fator.

5. Perfil do concluinte

De acordo com o parecer do Conselho Nacional de Educação (CNE-CES 1.303/2001) o Licenciado em química deve ter formação generalista, mas sólida e abrangente em conteúdos dos diversos campos da Química. Preparação adequada à aplicação pedagógica do conhecimento e experiências de Química e de áreas afins na atuação profissional como educador na educação Básica, em todos os seus níveis e modalidades.

O licenciado deve estar habilitado na organização, execução e apresentação de planos de pesquisa científica, bem como na solução de problemas relacionados ao ensino de Química; ter consciência do uso da educação como forma de promoção social do educando, levando-o ao pleno exercício de sua cidadania e ser um professor-pesquisador.

O egresso do Curso Superior de Licenciatura em química deve possuir o seguinte perfil:

- Possuir conhecimento sólido e abrangente na área de atuação;

- Possuir capacidade crítica para analisar e assimilar os novos conhecimentos científicos e/ou educacionais;

- Ter habilidade que o capacitem para a preparação e desenvolvimento de recursos didáticos e instrucionais relativos à sua prática e avaliação da qualidade do material disponível no mercado;

- Atuar como pesquisador no ensino de química;

- Compreender os conceitos, leis e princípios da Química;

- Compreender e avaliar criticamente os aspectos sociais, tecnológicos, ambientais, políticos e éticos relacionados às aplicações da Química na sociedade;

- Ter atitude favorável à incorporação, na sua prática, dos resultados da pesquisa educacional em ensino de química, visando solucionar os problemas relacionados ao ensino/aprendizagem;

- Ter consciência da importância social da profissão como possibilidade de desenvolvimento social e coletivo;

- Contribuir para o desenvolvimento intelectual dos estudantes e para despertar o interesse científico em adolescentes;

- Escrever e analisar criticamente livros didáticos e paradidáticos e indicar  bibliografia para o ensino da Química;

- Exercer a sua profissão com espírito dinâmico e criativo, nas buscas de novas alternativas educacionais, enfrentando como desafios as dificuldades do magistério;

- Assumir conscientemente a tarefa educativa cumprindo o papel social de preparar os alunos para o exercício consciente da cidadania.

6. Documentos

Matriz curricular.

Manual do Estágio Supervisionado.

Manual e Regulamento  Geral de Atividades Acadêmicas Científicas e Culturais.

Manual e Regulamento Geral de Trabalho de Conclusão de Curso.

Plano de Ensino

Projeto Pedagógico

Normas Acadêmicas

Atas

 

 

Bircok porno izlemeyi seven insanlar türk porno seyretmek ve cinsel ihtiyaclarini karsilamak icin bizim sitemizi yani Hotsexbox.com'u tercih ediyor.
CURSOS
A REDE

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia - Campus Porto Seguro
ROD BR 367 KM 57,5 - Fontana I - Porto Seguro - Ba
Tel.: +55 (73) 3288-6686

maltepe escort mersin escort manavgat escort bodrum escort adana escort