A Extensão

Coordenador de Extensão: Bartolo Barrios Barrios
Email:  O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
Telefone: (73) 2388-6686 Ramal: 9827
Sala: 58
Horário da coordenação:  
14:30 as 17:00 (seg a sex)
09:30 a 12:00 (sáb)

                                         

Entende-se por extensão toda e qualquer atividade educacional, científica, cultural e esportiva que, articulada com o ensino e com a pesquisa, leve o IFBA a interagir com a sociedade por intermédio dos seus corpos docente, técnico e discente.

É compreendida como o espaço em que as instituições promovem a articulação entre o saber fazer e a realidade socioeconômica, cultural e ambiental da região. Os princípios norteadores para constituição da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica EPCT colocam em plano de relevância a Extensão (indissociável do Ensino e Pesquisa). Os institutos, através das práticas extensionistas, propiciarão a difusão, a socialização e a democratização do conhecimento produzido e existente nos mesmos.

Logo, Educação, Ciência e Tecnologia, articulados com a perspectiva do desenvolvimento local e regional, possibilitarão, assim, a interação necessária à vida acadêmica. Entendida a extensão como prática acadêmica integradora da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica - EPCT nas suas atividades de ensino e de pesquisa com as demandas da maioria da população, consolida a formação de um profissional cidadão e se credencia junto à sociedade como espaço privilegiado de produção e difusão do conhecimento na busca da superação das desigualdades sociais.

Fundamentos da política de extensão 

A política de extensão do IFBA precisa levar em conta que dele fazem parte os corpos docente, técnico e discente, sendo esse último o principal foco a ser considerado na elaboração das atividades extensionistas.

Pensando nisso, é importante que toda ação a ser desenvolvida propicie aos estudantes não só experiências em sua área de formação, como também promova a educação de forma integral, interagindo com os bens culturais e sociais, uma vez que sua preparação pedagógica tem como uma das finalidades a integração na sociedade.

Além disso, as atividades de extensão devem criar interlocuções entre o IFBA e a sociedade e vice-versa, propiciando mecanismos de acesso por toda e qualquer pessoa, através de cursos de extensão e outros serviços, contribuindo para o crescimento profissional, artístico e cultural, melhorando assim a sua qualidade de vida, levando-se em conta também uma das principais demandas do século XXI: a consciência da preservação ambiental.

A criação da Rede Federal de EPCT, por meio da Lei 11.892, de 29 de dezembro de 2008, estabelece em seu artigo 6º inciso IV: “desenvolver programas de extensão e de divulgação científica e tecnológica.” (BRASIL, 2008). No artigo 7º da mesma Lei encontramos os incisos:

    IV - desenvolver atividades de extensão de acordo com os princípios e finalidades da educação profissional e tecnológica, em articulação com o mundo do trabalho e os segmentos sociais, e com ênfase na produção, desenvolvimento e difusão de conhecimentos científicos e tecnológicos;

   V - estimular e apoiar processos educativos que levem à geração de trabalho e renda e à emancipação do cidadão na perspectiva do desenvolvimento socioeconômico local e regional. (BRASIL, 2008)

Neste contexto legal a extensão, entendida como uma atividade fim da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica – EPCT para ser desenvolvida a partir de programas e projetos, consiste no: Processo educativo, cultural, social, científico e tecnológico que promova a interação entre as instituições, os segmentos sociais e o mundo do trabalho, com ênfase na produção, no desenvolvimento e na difusão de conhecimentos científicos e tecnológicos, visando ao desenvolvimento socioeconômico sustentável local e regional.

Na implementação das dimensões da extensão tecnológica destacam-se as seguintes diretrizes: 

   - Contribuir para o desenvolvimento da sociedade, constituindo um vínculo que estabeleça troca de saberes, conhecimentos e experiências para a constante avaliação e vitalização da pesquisa e do ensino;

   - Buscar interação sistematizada da Rede Federal de EPCT com a comunidade, por meio da participação dos servidores nas ações integradas com as administrações públicas, em suas várias instâncias, e com as entidades da sociedade civil;

   - Integrar o ensino e a pesquisa com as demandas da sociedade, seus interesses e necessidades, estabelecendo mecanismos que interrelacionem o saber acadêmico e o saber popular;

  - Incentivar a prática acadêmica que contribua para o desenvolvimento da consciência social, ambiental e política, formando profissionais-cidadãos;

  - Participar criticamente de projetos que objetivem o desenvolvimento regional sustentável, em todas as suas dimensões.

  - Articular políticas públicas que oportunizem o acesso à educação profissional estabelecendo mecanismos de inclusão.

  - Compreender a dinâmica das relações que se processam no mundo do trabalho representa campo fértil da ação extensionista, como subsídio indispensável para a retroalimentação dos processos de ensino e pesquisa, e que desemboca no planejamento das políticas institucionais. Os Institutos devem prover meios para o ingresso da comunidade acadêmica no protagonismo das ações de extensão, de modo que o seu desenvolvimento produza a contínua reflexão da práxis institucional. 

Objetivos da extensão 

As atividades de extensão do IFBA são desenvolvidas com os seguintes objetivos: 

 - Reafirmar a extensão como processo acadêmico indispensável à formação do estudante, à qualificação do corpo técnico/docente e ao intercâmbio com a sociedade;

 - Estruturar, desenvolver, implementar, avaliar e reavaliar sistemática e periodicamente ações, projetos e programas multi, inter ou transdisciplinar e interprofissional;

 - Propiciar ao estudante, prioritariamente, na sua área de formação profissional, o acesso a atividades que contribuam para a sua formação artístico, cultural, ética e para o desenvolvimento do senso crítico, da cidadania e da responsabilidade social;

 - Propiciar à sociedade o acesso ao IFBA, por meio de cursos de extensão, da prestação de serviços, da participação em eventos culturais e artísticos ou outras atividades que garantam os objetivos da Instituição e o atendimento das necessidades do desenvolvimento sustentável regional;

 - Complementar a relação IFBA/Sociedade por meio da democratização do saber acadêmico e pelo estabelecimento de um processo contínuo de debates, fomento de ideias e vivências;

 - Estruturar e desenvolver mecanismos que promovam a interação contínua e recíproca entre a extensão e as atividades de ensino e pesquisa;

 - Viabilizar ações, projetos e programas de interesse acadêmico, científico, filosófico, tecnológico e artístico de extensão, como também de ensino e de pesquisa;

 - Incentivar ações permanentes voltadas para a formação inicial e continuada de profissionais, considerando os aspectos socioeconômicos da região, em parceria com instituições municipais, estaduais e federais, bem como no âmbito da iniciativa privada e organizações sem fins lucrativos.

 Organização das atividades de extensão

 As atividades de extensão serão desenvolvidas com um caráter comunitário, incluindo atividades de divulgação artística, esportiva, cultural, científica e tecnológica, remuneradas ou não, de iniciativa da Instituição, dos servidores, compreendendo: 

 - Elaboração, coordenação ou aula em cursos de educação continuada, aprovada pelo Setor de forma articulada com a Diretoria de Ensino;

 - Coordenação ou participação como membro de programa/projeto de extensão institucional apoiado pelo IFBA (comunitário, cultural, esportivo ou similar);

 - Participação em projeto de extensão financiado por órgão público ou privado;

 - Orientação de estagiários/bolsistas em projetos de extensão, registrados naCoordenação de Pesquisa e Extensão (COPEX)em consonância com a Diretoria de Ensino;

 - Outras atividades correlatas de interesse institucional e autorizadas pela Coordenação de Curso, Departamento e/ou órgão competente;

 - As atividades de Extensão, implementadas como cursos de educação continuada, poderão ser computadas como aulas, quando condizentes com os quantitativos referenciais de aulas semanais dos cursos regulares não remunerados, e deverão ser autorizadas pelo Diretor de Ensino.

 - As Atividades de Extensão, propostas por iniciativa do docente, devem ser avaliadas e autorizadas pela Direção de Ensino e setor de Extensão.

Fonte: PPI – Projeto Pedagógico Institucional do IFBA - http://portal.ifba.edu.br/portal-do-servidor/pro-reitoria-de-ensino-divulga-i-projeto-pedagogico-institucional.html

 

Bircok porno izlemeyi seven insanlar türk porno seyretmek ve cinsel ihtiyaclarini karsilamak icin bizim sitemizi yani Hotsexbox.com'u tercih ediyor.
CURSOS
A REDE

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia - Campus Porto Seguro
ROD BR 367 KM 57,5 - Fontana I - Porto Seguro - Ba
Tel.: +55 (73) 3288-6686

maltepe escort mersin escort manavgat escort bodrum escort adana escort